sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Não pode escutar o MST

O Brasil foi condenado pela Corte Interamericana de Direitos Humanos pela realização de escutas ilegais feitas pela PM do Paraná, em 1999, contra representantes de entidades ligadas ao MST. A condenação é por violação ao direito a privacidade e honra, difamação, liberdade de associação e garantias judiciais, diz Andressa Caldas, diretora executiva da Justiça Global, organização não governamental que encaminhou a denúncia à comissão.

Nenhum comentário: